Saúde e fitness

Pilates é certo para você?

Como fisioterapeuta, vejo os resultados - e os problemas - decorrentes de um grande número de exercícios, incluindo os inevitáveis ​​modismos do exercício. Mas existem alguns exercícios que duram como seguros e eficazes - Pilates é um desses exercícios que eu sou frequentemente questionado por mais de 60 anos, e é facilmente um dos melhores.

A beleza do Pilates é que ele pode ser feito em qualquer lugar - ele não requer um ginásio (embora seja recomendado entrar em uma aula de Pilates quando se inicia), e não requer uma quantidade enorme de equipamentos. De fato, muitos exercícios de Pilates podem ser feitos sem nenhum equipamento.

Pense no Pilates como a base do seu corpo. Exercício de Pilates são todos sobre a construção do núcleo do corpo, conseguindo que ele funcione de forma mais eficaz. Os exercícios concentram-se em fazer com que o diafragma, o assoalho pélvico e o transverso abdominal (o grupo muscular atrás do abdome) funcionem de forma mais eficaz em conjunto.

Os benefícios são muitos. Com bases sólidas e um núcleo forte, você descobrirá que tudo é mais fácil de fazer.

Uma vantagem enorme para mais de 60 anos é o impacto positivo que o Pilates tem na postura, e a boa postura ajuda tudo a funcionar melhor, incluindo seus órgãos internos. Os exercícios alinham a coluna e as regiões musculares centrais, o que reduz a osteoartrite (sabe-se que má postura e alinhamento pioram a artrite).

Pilates é recomendado para quem sofre de artrite, porque é um exercício de baixo impacto - desde que você não empurre através da dor. Conforme você desenvolve a técnica, o Pilates nutre suas articulações, melhora a flexibilidade, a coordenação e o equilíbrio, reduzindo a chance de quedas.

O Pilates tem uma história mais longa do que muitos imaginam, originada no início do século XX por Joseph Pilates, que chamou sua abordagem inovadora de “Contrologia”. Joseph acreditava que a saúde mental e física estava correlacionada.

Sua abordagem única de exercício foi construída sobre seis princípios, que são:

  • Concentração
  • Ao controle
  • Centering
  • Fluxo (ou eficiência do movimento)
  • Precisão
  • Respiração

Como começar?

Uma vantagem do Pilates é que você pode começar devagar. Participar de uma aula ou trabalhar com um instrutor de Pilates é recomendado porque é muito importante corrigir as técnicas fundamentais. A técnica correta cria força e flexibilidade onde você precisa e reduz o risco de lesões.

O compromisso não precisa ser muito demorado - começar com apenas 10 minutos por dia fará a diferença, desde que você seja consistente. Apenas 10 minutos todos os dias durante 21 dias criarão um hábito novo e saudável. Após esse período, à medida que você se tornar mais confiante e experiente, poderá aumentar um pouco a carga de trabalho.

Importante: Ao iniciar o Pilates, vá ao seu próprio ritmo. Tente acertar a técnica, senão você se machucará.

Ir ao seu próprio ritmo significa estar ciente de suas limitações e levá-las um pouco de cada vez.

Acima de tudo, tente não comparar o seu progresso com os outros membros do seu grupo. Todo mundo é diferente. Se alguém é mais avançado, mais forte ou mais flexível, isso não reflete em você. Concentre-se na mudança positiva que você está fazendo e só o compare com você. Com o tempo, a melhoria na sua técnica, flexibilidade e força se tornará ainda mais recompensadora.

Schau das Video: Pilates Energy Kick: Mit voller Power durchstarten